Saudade

Um dia desejei crescer rápido para saber o que o mundo me guardava, todas as aventuras que nele estavam implícitas.
Foi quando comecei a tomar atenção aos pormenores ao meu redor que me deparei com a saudade. Cresci e vi os desejos de um dia se tornarem em saudade de voltar atrás no tempo. Vivo nostálgica porque quero reviver os momentos de pura inocência, onde sorrisos genuínos se sobressaiam na nossa boca sem nem ao menos percebermos.
Hoje convivo com a saudade, quase tão certa de que ela está neste momento sentada ao meu lado.
Saudade tem um nome tão bonito mas tão enganador. Não queria sentir saudade, queria sim sentir aquilo que me faz mais falta perto de mim.
Sinto saudade de tudo o que um dia tive e do que eu nunca tive. Sinto saudade de pessoas que partiram sem explicação óbvia e explicações concretas que me levaram pessoas para longe.
Sinto saudade do que é meu, do que foi meu, e geralmente sinto saudade daquilo que nunca foi realmente meu.
Lidar com a saudade não é o mesmo que lidar com um gripe. Ela não é passageira, pode permanecer eternamente dentro de nós, onde nos esmaga e nos consome. É ela que nos dá para beber a esperança de um dia tudo voltar a ser como era para depois nos tirar logo a seguir e cairmos no mais profundo sofrimento.
A saudade encontra-se nos locais, nas pessoas, nos gestos e atitudes e principalmente no olhar. Quem contem a saudade quando olha para tudo ao seu redor, este “tudo” lhe traz a recordação.
O mal da saudade são as memórias que nos mantem acorrentados ao passado. São correntes as quais nos tentamos libertar mas elas magoam.
Saudade é distância, é psicológico e físico. É algo que não se explica por palavras mas sente-se em cada célula do nosso corpo.




CONVERSATION

6 comentários:

  1. Não poderia estar mais de acordo!!!
    beijinhos
    https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. um sentimento tão português, tão incrível e tão inútil ao mesmo tempo

    ResponderEliminar
  3. Saudade tem mesmo um nome bonito e como dizes, enganador! :)

    http://quase-italiana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Aww tao bonito :) nao podia estar mais de acordo :)

    Beijinho ♥
    the-not-so-girlygirl.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Adorei o texto! Sentir saudades é bom, porque só temos daquilo que nos fez bem. No entanto, quando isso se perde, podem ser angustiantes.

    r: Muito, muito obrigada *.*

    ResponderEliminar
  6. Adorei o texto é identifiquei-me muito!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Seguidores