Caminhar sobre vidros (confiança)

Folha de papel rasgada. Vidros espalhados de um copo partido. É assim que funciona a confiança. Tão fina como uma folha, tão frágil quanto um copo de vidro.
Confiança não é apenas mais um nome bonito. É sim, cada gesto, olhar, palavra, atitude, desabafo que colocamos em outro alguém.
Depositar a minha confiança em alguém significa colocar o meu mundo nas mãos de outra pessoa. Se elas deixarem-no cair, ele perde-se no estranho mundo da desconfiança.
Todos os dias sinto-me a caminhar sobre vidros. A qualquer momento, ao mínimo tremor, ressalto ou abalo partir-se-á deixando o chão cheio de cacos, daquilo que resta da minha confiança. E como tal esses vidros são tão frágeis que quando partidos magoam tanto, deixando as suas marcas em mim.
É difícil dar-me e quando dou não existe meios-termos, metades e sim um todo completo.
Infelizmente a vida tem vindo a mostrar que cada vez mais esta atitude de confiar é algo em vias de extinção. Hoje em dia é tão difícil fazer isso que quando nos deparamos com a algo assim já desconfiamos. Confiar desconfiando nunca foi tão usado como é atualmente.
Achamos que ninguém dá nada a ninguém sem receber algo em troca, que se contarmos alguma coisa, amanhã todos já saberão. Achamos que não existem intenções genuínas e apenas segundas intenções.
Confiança uma vez perdida, jamais será a mesma.
Ela molda-nos, transforma-nos e muda-nos.
Mas quando sentimos que podemos confiar, é um mundo inteiro que se abre perante nós. É sabermos que existe ali uma força, um pilar que nos vai segurar mesmo quando vacilarmos.
Confiança: uma das maiores batalhas que lutamos para conquistar mas que num piscar de olhos podemos perde-la para sempre.

CONVERSATION

5 comentários:

  1. Embora a confiança devesse ser a base dos relacionamentos, infelizmente não podemos depositar em qualquer pessoa. Do contrário, será decepção na certa.

    Beijão!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderEliminar
  2. Cada vez gosto mais do teu blog. Os teus textos são realmente muito bons!
    Parabéns e continua o bom trabalho!
    beijinhos :)
    dailyvlife.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. A confiança é das coisas mais voláteis.

    ResponderEliminar
  4. A confiança é, realmente, tão fácil de ser destruída... Mas também eu, quando dou, é por inteiro (:

    ResponderEliminar

Seguidores