Sentimentos...

Respiro fundo várias vezes e a vezes que eu achar necessárias, porque nem sempre sinto que todo o ar do mundo me chega. Nem todo o oxigénio que existe me dá o ar que eu preciso.
Sou muito 8 ou 80. Não há meio-termo para mim e nem eu gosto de viver entre linhas. Vivo tudo intensamente como uma adrenalina que me percorre cada célula minha.
Queria muitas vezes apaziguar essa montanha de sentimentos que não consigo controlar. Eles sempre vêm ao de cima.
Eu sofro por quem não devia sofrer, e amo quem não devia amar. Esqueço de quem me quer bem e magoou quem não quero magoar.
Dou muito de mim e sofro a duplicar. Não acho as palavras certas para descrever algo que é tão incerto como aquelas que se denominam emoções.
Eu vou até ao fim do mundo por quem gosto, não meço consequências e não reflito sobre os atos. Corro pelos pensamentos sombrios que me querem apanhar e salto os problemas que teimam em me agarrar.
Não falo muitas vezes que gosto de alguém, mas as minhas atitudes demonstram tudo o que não digo por palavras. Eu falo por gestos, por olhares, por sorrisos. Inspiro cada emoção e expiro tantas outras.
Sofro muitas vezes calada pois o silêncio é muitas vezes a minha maior arma. Contudo também me faz mal, pois acumulo muito dentro de mim. Acumulo tanta coisa que um dia explodo.
Não sou feita de ferro, sou feita de emoções. E no meio de tanta confusão, não há nada mais que me faça sentir viva do que aquilo que sinto diariamente.
Cada gargalhada dada e cada lágrima que queima o rosto fazem-me sentir algo, bom ou mau, mas fazem-me sentir.
Ainda que custe por vezes, ter de reparar feridas que foram feitas, camuflar o vazio que se faz sentir dentro de mim e agarrar todos os pedaços que se fizeram em cacos quando o meu mundo foi deitado abaixo.
Sinto o calor que o amor me dá, e o frio que a tristeza faz sentir. A tempestade que o ódio é e liberdade que é sorrir.
Sou sentimentos por descobrir e sentimentos descobertos.
Tenho em mim todos os sentimentos do mundo.
Sinto tudo…


CONVERSATION

5 comentários:

  1. o meu comentário era escusado, porque digo-o sempre, mas identifico-me contigo!!!!

    ResponderEliminar
  2. Isto parece que foi escrito por mim porque identifico-me imenso, menos na parte do dizer que gosto de alguém (ao meu amor digo quase todos os dias)!

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Omg adorei este texto! Escreves mesmo muito bem e identifico-me imenso contigo!! Mesmo muito! Eu ainda estou a procurar a minha forma de sentir e não ser magoada.. Talvez consiga, talvez não... Só o futuro dirá! Mil beijinhos e parabéns!! Adorei mesmo!! ��

    ResponderEliminar
  5. Adoro o novo aspecto do blogue :) E, claro, adorei o texto! Beijinhos!

    ResponderEliminar

Seguidores