Pedaços perdidos...

A Terra rodeia o sol e é rodeada por ela mesma. Nunca para de girar e com ela faz o tempo avançar.
A cada segundo vidas são criadas e outras que são tiradas. Cada vida é única e exclusiva.
Há coisas que acontecem. Coisas que por mais que tente encontrar uma explicação elas não possuem. Vêm sem resposta mas que simplesmente acontecem e fazem-nos abrir os olhos.
Fazem-me questionar tudo desde “o que faço aqui e qual o meu objetivo?” até quem realmente eu sou e o que quero.
O tempo passa, a vida muda e eu não sou a mesma pessoa.
Há momentos em que me olho ao espelho e questiono-me “ Quem sou eu? “.
Tenho vindo a perder-me pelo caminho. Não totalmente mas partes de mim. São pequenos fragmentos que ficam no passado e que por mais que eu queira voltar para os ir buscar não consigo.
Sinto saudades daquilo que em tempos já fui mas não queria voltar a sê-lo.
Perdi e acho que todos acabamos por perder com os eventos da vida, a ingenuidade das palavras, ações e sorrisos. Perdi o ato de confiar totalmente e de me entregar.
Sinto saudades dessa parte de mim mas sei que não a queria hoje.
Infelizmente nem sempre o que as pessoas dizem é verdade e certas acções tem sempre algo por traz.
Os sorrisos nem sempre são verdadeiros e a confiança é como caminhar no limiar do abismo.
Hoje não sou delicada como uma flor ou transparente como o vidro. Hoje sou aquilo que a vida fez de mim. Sei o que quero, quando quero mas não sou a mesma todos os dias. Cada dia é um novo dia. Não sou a mesma que era à um ano, ou à 3 meses.
Mudo todos os dias e cresço a cada segundo que me é dado.
É errado achar que pessoas não mudam. É errado tentar ser quem não somos. É errado irmos ao passado buscar algo que em tempos ficou perdido.
Não sou princesa de contos de fadas, isso é certo. Sou sobrevivente da vida e com isso eu já me contento dia após dia.

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Seguidores