Ama-te...

Não há imperfeição que possa ser descrita como defeito. Não há marca no teu corpo que seja fraqueza. Não há a possibilidade de dizeres que não és suficiente.
Olha-te ao espelho e diz-me o que vês? O que os outros dizem de ti não define quem és. Só tu é que te defines.
Observa como os teus olhos são ligeiramente afastados um do outro, que o teu nariz empina para cima e que os teus lábios entortam ligeiramente para a esquerda. Observa como há pessoas que tem todo o teu oposto mas que ainda assim elas acham defeitos.
Queres ser como outro alguém que está desejoso de ser outra pessoa. Haverá sempre alguém melhor. Alguém com melhor casa, melhor roupa, melhor cabelo, melhores amigos, alguém que tem uma vida perfeita mas que de perfeita não é nada.
Acredita quando digo que devemos ser gratos por tudo o que a vida nos traz de bom porque a vida em si já é uma dádiva.
Cada marca que tens no corpo, cada cicatriz não fazem de ti menos perfeito, fazem de ti humano. Não deves desprezá-las pois elas fazem parte de ti e contam uma história, uma história única em que tu és a pessoa que a sabe melhor.
E se um dia a fraqueza vier ao de cima, deixa as lágrimas molharem o rosto e percorrerem cada uma dessas marcas. Deixa que elas te levem a dor que te consome. Não são as lágrimas que te vão fazer mais fraco mas sim a capacidade de aceitarmo-nos que nos torna mais fortes.
Os defeitos existem para que nós os possamos notar e então melhorar mas a verdade é que certos defeitos não devem ser reparados pois o que é feio para nós, é lindo aos olhos de outra pessoa.
Os teus defeitos são as qualidades de alguém, assim como as tuas qualidades são os defeitos para outrem.
Não mudes ou tentes mudar o que és só porque dizem que o deves fazer. A sociedade impõe mas tu ditas. Só tu o decides.
Não existe alguém melhor que tu e nem tu és melhor que ninguém.
Ama-te acima de tudo.


CONVERSATION

3 comentários:

  1. Lindo texto e estas tuas palavras ajudaram-me tanto.

    ResponderEliminar
  2. Amor-próprio é fundamental!

    r: Pudim nunca fiz, por acaso. Mas adoro. Assim como adoro bolo de bolacha *.*

    ResponderEliminar

Seguidores